DECISÕES JUDICIAIS COMO MECANISMO DE DISTINGUISHING